postheadericon COGITES – Grupo de Pesquisa

"COGNIÇÃO, INTERAÇÃO E SIGNIFICAÇÃO” -  Diretório CNPq
Líder: Profª. Dra Edwiges Maria Morato (IEL/UNICAMP)
Vice-líder: Profª. Dra Ana Luíza Bustamante Smolka (FE/UNICAMP)

Descrição: Cadastrado no CNPq, o Grupo de Pesquisa COGITES - Cognição, Interação e Significação - tem reunido pesquisadores de IC a pós-doutorado, de diferentes formações (tais como Linguística, Filosofia, Medicina, Fonoaudiologia, Artes Cênicas, Pedagogia) da Unicamp e de outras instituições e está consagrado ao estudo das relações entre linguagem e cognição por meio da análise de práticas linguístico-interacionais, em especial as que envolvem indivíduos com afasia e com Doença de Alzheimer.

O grupo tem focalizado em suas pesquisas determinados fenômenos, tais como processos de ordem meta (atividades metalinguísticas, operações epilinguísticas, formas metaenunciativas, estratégias metaformulativas etc.), referenciação, frames interacionais, competência comunicativa, metaforicidade, multimodalidade, relação fala/escrita. Mais recentemente, o GP dedica-se também ao estudo da estruturação de processos conversacionais (gestão do tópico discursivo, dêiticos, gestualidade, dinâmica de turno, atividades de reformulação, contextualização, etc.).

No campo mais específico dos estudos neurolinguísticos, os integrantes do GP dedicam-se à reanálise crítica da semiologia das patologias de linguagem (anomia, automatismo, perseveração, parafasia, confabulação, etc.), às relações entre o normal e patológico, à discussão das implicações de modelos biomédicos e sociais para a compreensão e diagnóstico das patologias linguísticas e cognitivas, às interrelações entre linguagem e memória.

Mais recentemente, o Grupo vem se dedicando à constituição e ao tratamento teórico-metodológico de seu acervo de dados, constituído tanto por meio de entrevistas semidirigidas e protocolos de estudos finalisticamente orientados, quanto por meio da observação de contextos interacionais naturais variados, tal como os dados que constituem o AphasiAcervus, relativo ao registro e à transcrição de atividades realizadas no Centro de Convivência de Afásicos (CCA), da Unicamp.

A fundamentação teórica na qual se ancoram os estudos do COGITES pauta-se sobre uma perspectiva interacionista de filiação vygotskiana alinhada com as contribuições atuais de Michael Tomasello. Uma das teses centrais dessa perspectiva é a de que a organização e estruturação da cognição humana são constituídas por nossas experiências sócio-culturais, corporais, cognitivas, lingüísticas, afetivas – moduladas pela vida em sociedade. Segundo essa perspectiva, não há possibilidades integrais de processos cognitivos fora da linguagem e nem possibilidades integrais de linguagem fora de processos interativos humanos (Morato, 1996).

Sob esse enfoque, o COGITES tem desenvolvido três núcleos de investigação, com apoio de vários organismos de fomento à pesquisa:

1. Descrição e análise de processos linguístico-cognitivos de sujeitos com e sem comprometimento neurológico: atividades de reformulação e operações de ordem meta (metalinguagem, metaenunciação, metadiscursividade, etc.), referenciação, metaforicidade, organização tópica, deitização, estruturação e organização da interação conversacional, relação entre frames conceptuais e interacionais.

2. Reanálise da semiologia tradicional das afasias (anomia, automatismo, parafasia, agramatismo, confabulação, etc.) e estudo de questões linguísticas e sociocognitivas relacionadas à Doença de Alzheimer e ao envelhecimento. Este núcleo de investigação dedica-se ainda ao estudo das relações entre linguagem e memória, bem como à discussão de modelos (não essencial ou estritamente biomédicos) de compreensão e enfrentamento de patologias linguístico-cognitivas.

3. Constituição e tratamento teórico-metodológico de diferentes corpora linguístico-interacionais, como os dizem respeito a dados de indivíduos com Doença de Alzheimer e indivíduos com afasia (AphasiAcervus), seja por meio de protocolos orientados, seja por meio da análise de variados contextos e práticas interacionais naturais, como as que se desenvolvem nas atividades do Centro de Convivência de Afásicos (CCA), da Unicamp.

Do ponto de vista institucional, o COGITES é um dos grupos de pesquisa que integram o Laboratório de Fonética e Psicolinguística (LAFAPE), um dos centros internos de pesquisa do Instituto de Estudos da Linguagem, da Universidade Estadual de Campinas/Unicamp.

ÁREAS DE PESQUISA ATUAIS (Programa de Pós-graduação em Linguística – IEL – Unicamp)

1. Linguagem e Pensamento
2. Forma e funcionamento das línguas naturais
3. Funcionamento do Texto e do Discurso